terça-feira, 1 de setembro de 2009

DOZE ANOS SEM DIANA


Mesmo depois de sua morte, Diana continua viva como exemplo de caridade e amor ao próximo

Apelidada pelo ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair de "Princesa do Povo", Diana Frances Spencer morreu num acidente automobilístico no túnel da Ponte de l'Alma, em Paris, França, no dia 31 de agosto de 1997. Com ela estavam o namorado, Dodi Al-Fayed, o motorista Henri Paul e o guarda-costas Trevor Rees-Jones - único sobrevivente. A Mercedes-Benz S280 sedan, de propriedade de Dodi, tentava despistar os fotógrafos paparazzi quando bateu em alta velocidade num dos pilares do túnel. Chegou-se a cogitar que Diana estivesse sendo vítima de uma conspiração, mas investigadores franceses e britânicos concluíram que o motorista da Mercedes estava sob efeito de bebida alcoólica.
Lady Di (Leide Dai) como também era chamada, casou-se com o herdeiro do trono inglês, Príncipe Charles, em 1981. Tiveram dois filhos, os príncipes William e Harry. O casamento terminou em 1996, após inúmeros escândalos envolvendo tanto Diana como Charles.
Graças à essa união, a Princesa de Gales, tornou-se uma das mulheres mais famosas do mundo. Fotografada aonde quer que fosse, ela aproveitou sua fama e prestigio mundiais em favor de projetos humanitários.
Em abril de 1987, se tornou a primeira grande celebridade a ser fotografada tocando uma pessoa infectada com o vírus HIV. Ela sentou-se na cama onde deitava um aidético e segurou-lhe a mão. Com isso contribuiu para quebrar o preconceito em relação às pessoas infectadas com AIDS. Como voluntária do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Lady Di visitou alguns países numa campanha internacional contra minas terrestres. Esteve, por exemplo, em Angola e na Bósnia visitando sobreviventes de explosões dessas minas em hospitais da região.
Sua morte repentina - só tinha 36 anos - causou comoção internacional. Seu enterro foi acompanhado por mais de dois bilhões de pessoas em todo o mundo. Hoje, doze anos após seu falecimento, ela continua encantando e conquistando admiradores ao redor do globo.
Símbolo de beleza e elegância femininas, a Princesa Diana viveu o que se pode chamar de um conto de fadas moderno. De desconhecida professora do jardim de infância conseguiu chegar à realeza. Mas não esqueceu, contudo, que mesmo uma princesa deve ajudar a melhorar a realidade dos seus súditos.

(A foto que ilustra esse texto foi copiada do link Memory of Princess Diana.)

Nenhum comentário: