sábado, 27 de maio de 2017

MARIA, CHEIA DE GRAÇA



Maria, cheia de graça
Não teme o que possa vir
Palavra de Deus não passa
Sem antes tudo florir

Refrão:
Na casa de Nazaré
Um "sim" ecoou sereno
Na casa de Nazaré
Deus mesmo se fez pequeno

José não temeu agrura
Maria foi sempre forte
E Deus encontrou ternura
E o povo uma nova sorte

Maria foi resistente
Falou pelo povo seu
"O braço do prepotente
Deus mesmo desmereceu".

Maria, toda humildade
Não foge nem mesmo à cruz
Confia: Deus é bondade
Perdão, fortaleza e luz

Letra: José Thomaz Filho
Música: Frei Fabreti, OFM


(A imagem acima foi copiada do link Oficina de Ideias 54.)

Nenhum comentário: