sábado, 4 de julho de 2009

PRESENTE DE GREGO

Os Estados Unidos celebram hoje o seu dia da independência. Em 4 de julho de 1776 as Treze Colônias britânicas na América do Norte fizeram a Declaração de Independência e rejeitaram a autoridade britânica. Nascia, assim, o que mais tarde se chamaria de Estados Unidos da América.
Em várias cidades como New York, Washington e Atlanta foram realizados os famosos desfiles do Dia da Independência, com bandas de música, carros alegóricos, enfim, uma festa tipicamente norte-americana.
Entretanto um acontecimento do outro lado do mundo ofuscou um pouco o brilho dessa festa e deixou os habitantes da terra do tio Sam um tanto quanto preocupados: os testes com mísseis balísticos realizados pela Coréia do Norte.
Hoje foram realizados sete disparos com mísseis de alcance entre 300km e 500 km. Somados aos testes de ontem (03-07-09), os norte-coreanos já lançaram onze mísseis. Tais lançamentos estão sendo considerados por especialistas como uma afronta à ONU e ao Tratado de Não Proliferação Nuclear, cujo signatário mais importante é, advinhem... os Estados Unidos.
Odeio admitir isso, mas neste caso, os norte-americanos tem motivos de sobra para se preocuparem. O governo do ditador Kim Jong Il que governa a Coréia do Norte pode, com esses testes, estar acendendo o estopim para um conflito armado num futuro não muito distante. E se isso acontecer, caros leitores, talvez a humanidade entre numa guerra nuclear.
Sendo deflagrada uma guerra nuclear com certeza os Estados Unidos não comemorarão mais um 4 de julho - nem nós um 7 de setembro.

2 comentários:

Almir disse...

Esperemos que essas armas fiquem só nos testes. Caso contrário não comemoraremos outras independências. Que Deus ilumine esses Governantes dando-lhes a direção de investimentos em tecnologia de PAZ.

Jo Fagner disse...

Aff, porque os EUA não param com essa brincadeirinha chata de inventar guerra a cada semana pra tentar limpar sua "honra", parece filha de coronel...