terça-feira, 29 de dezembro de 2009

CUIDADO COM O TARADO DA FEIRA...



(A imagem acima é de autoria desconhecida. Se você é o autor ou conhece quem seja, entre em contato para receber os créditos.)

domingo, 27 de dezembro de 2009

Respeito para com os pais


“Deus quer que o pai seja honrado pelos filhos, e confirma a autoridade da mãe sobre os filhos. Quem honra o próprio pai alcança o perdão dos pecados, e quem respeita sua mãe é como quem ajunta um tesouro. Quem honra seu pai será respeitado pelos seus próprios filhos, e quando rezar será atendido. Quem honra seu pai terá vida longa, e quem obedece a Deus dará alegria à sua mãe. (…) Meu filho, cuide de seu pai na velhice, e não o abandone enquanto ele viver. Mesmo que ele fique caduco, seja compreensivo e não o despreze, (..) pois a caridade feita ao pai não será esquecida, e valerá como reparação pelos pecados que você tiver cometido”.

Livro do Eclesiástico, capítulo 3, versículos 2-6.12-13a.14. Texto retirado da Bíblia Sagrada - edição pastoral.

(A foto que ilustra esse texto foi retirado do link Canção Nova.)

sábado, 19 de dezembro de 2009

CARTA DE PERO VAZ DE CAMINHA (II)

Trecho da carta escrita por Pero Vaz de Caminha (1450 - 1500), integrante da frota de Pedro Álvares Cabral (1467-68 - 1520), encaminhada ao rei de Portugal D. Manuel I, O Venturoso (1469 - 1521), dando conta do 'achamento' de novas terras.

Pero Vaz de Caminha – Wikipédia, a enciclopédia livre
Pero Vaz de Caminha lê a carta que será enviada ao rei de Portugal D. Manuel I. O comandante da frota Pedro Álvares Cabral, o Frei Henrique de Coimbra (sentados) e o mestre João o escutam atenciosamente. 

Dali avistamos homens que andavam pela praia, obra de sete ou oito, segundo disseram os navios pequenos, por chegarem primeiro.

Então lançamos fora os batéis e esquifes, e vieram logo todos os capitães das naus a esta nau do Capitão-mor, onde falaram entre si.

E o Capitão-mor mandou em terra no batel a Nicolau Coelho para ver aquele rio. E tanto que ele começou de ir para lá, acudiram pela praia homens, quando aos dois, quando aos três, de maneira que, ao chegar o batel à boca do rio, já ali havia dezoito ou vinte homens.

Eram pardos, todos nus, sem coisa nenhuma que lhes cobrisse suas vergonhas. Nas mãos traziam arcos com suas setas. Vinham todos rijos sobre o batel; e Nicolau Coelho lhes fez sinal que pousassem os arcos. E eles os pousaram.

Ali não pôde deles haver fala, nem entendimento de proveito, por o mar quebrar na costa. Somente deu-lhes um barrete vermelho e uma carapuça de linho que levava na cabeça e um sombreiro preto. Um deles deu-lhe um sombreiro de penas de ave, compridas, com uma copazinha de penas vermelhas e pardas como de papagaio; e outro deu-lhe um ramal grande de continhas brancas, miúdas, que querem parecer de aljaveira, as quais peças creio que o Capitão manda a Vossa Alteza, e com isto se volveu às naus por ser tarde e não poder haver deles mais fala, por causa do mar.

Na noite seguinte, ventou tanto sueste com chuvaceiros que fez caçar as naus, e especialmente a capitânia. E sexta pela manhã, à oito horas, pouco mais ou menos, por conselho dos pilotos, mandou o Capitão levantar âncoras e fazer vela; e fomos ao longo da costa, com os batéis e esquifes amarrados à popa na direção do norte, para ver se achávamos alguma abrigada e bom pouso, onde nos demorássemos, para tomar água e lenha. Não que nos minguasse, mas por aqui nos acertamos.

Quando fizemos vela, estariam já na praia assentados perto do rio obra de sessenta ou setenta homens que haviam juntado ali poucos e poucos. Fomos de longo, e mandou o Capitão aos navios pequenos que seguissem mais chegados à terra e, se achassem pouso seguro para as naus, que amainassem.

E, velejando nós pela costa, obra de dez léguas do sítio donde tínhamos levantado ferro, acharam os ditos navios pequenos um recife com um porto dentro, muito bom e seguro, com uma mui larga entrada. E meteram-se dentro e amainaram. As naus arribaram sobre eles; e um pouco antes do Sol posto amainaram também, obra de uma légua do recife, e ancoraram em onze braças.       



(A foto que ilustra esse texto foi copiada do link Google Images.)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

OUTRO QUE NÃO VOLTARÁ PARA CASA


Cabo da PM-PA morre em conflito com bandido

Morreu, em decorrência de um tiro no rosto, cabo Moisés, integrante da polícia militar do estado do Pará. O cabo, pertencente à Ronda Tática Metropolitana (Rotam), foi baleado por volta das 15h de hoje. Ele, juntamente com outros militares, tentava negociar com um bandido armado a liberação de uma refém.

Acuado, o marginal usou a refém como escudo humano e disparou contra a PM. Também se feriram no episódio o cabo Resende (tiro na perna) e o sargento Elison (tiro de raspão). A PM salvou a refém - que ainda levou um tiro de raspão no rosto disparado pelo assaltante - e matou o criminoso.

Mais um triste episódio de violência nas nossas cidades. Mais um policial morto. O interessante, é que li os comentários sobre essa tragédia na internet e ainda teve gente que criticou a atuação da PM do Pará em matar o bandido. É lastimável ver que pessoas dizendo-se defensoras dos direitos humanos venham defender alguém que atenta contra a vida de outros seres humanos. A respeito do cabo que morreu, nenhum elogio, nenhuma gratidão, nada!

O cabo Moisés era chefe de família. Tinha esposa, filhos, gente que dependia dele. E agora? Será que os falsos moralistas, defensores de bandido, vão cuidar da família dele?

Quem vai avisar para os filhos do cabo Moisés que o pai deles não vai participar da ceia de Natal?

Fico revoltado quando ONGs e entidades que se dizem defensoras dos direitos humanos fazem passeatas e manifestações pedindo justiça para criminosos que atentam contra a liberdade e a paz da nossa sociedade. Se um bandido atira na polícia, e essa revida, é truculência. Se um policial morre em serviço, está apenas cumprindo com seu dever…

Cabo Moisés foi mais um que tombou em serviço. Mais um que levou às últimas circunstâncias o juramento de defender a sociedade, mesmo com o sacrifício da própria vida. Mas, que ironia, é essa mesma sociedade a primeira a criticar os policiais.


(A imagem que ilustra esse texto foi copiada do link Stive.com.)

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

“Para o triunfo do mal, basta que os bons não façam nada”.


Edmund Burke (1729 - 1797): filósofo, advogado e político anglo-irlandês. Integrante da "Câmara dos Comuns", denunciou as injustiças e brutalidades praticadas durante a "Revolução Francesa".


(A imagem acima foi copiada do link pt.wikipedia.)

QUANDO FOR FAZER O EXAME DE PRÓSTATA, É MELHOR IR NUMA CLÍNICA PARTICULAR...




(A ilustração acima é de autoria desconhecida. Se você for o autor ou conhecer quem seja, entre em contato para receber os créditos.)

O MÉDICO JOÃOZINHO

A menina chega para a mãe dela feliz da vida e diz:
- Mãe, eu estava brincando de médico com o Joãozinho.
Conhecendo a fama do moleque, a mãe comenta desesperada:
- Brincando de médico com o Joãozinho! Ó minha filha, e o que ele fez?
- Nada, mãe. Ele era médico do SUS.


(A imagem que ilustra este texto foi copiada do link Fala Médico.)

domingo, 13 de dezembro de 2009

BODE EXPIATÓRIO


PM - DF tenta controlar manifestação e sai como vilã da história

Foi destaque na imprensa nacional as cenas de policiais militares do Distrito Federal agredindo estudantes que faziam manifestação pacífica pelas ruas de Brasília contra os casos de corrupção envolvendo o governo de José Roberto Arruda. O episódio aconteceu quarta-feira passada (09-12-09).

Dezenas - talvez centenas - de repórteres e “especialistas” fizeram questão de criticar a ação dos policiais e defender a atitude dos estudantes. Nada de novo em eventos desse tipo…
Mas, quem são os vilões dessa história toda? Os estudantes, que estavam exercendo seu direito de protestar contra a roubalheira escancarada que acontece no DF? A imprensa, que estava cumprindo seu papel de mostrar os fatos como e onde eles acontecem? Ou dos policiais, que estavam de serviço e cumprindo ordens superiores?

Para os leigos no assunto, as cenas são explícitas: a polícia, esse órgão truculento que o Estado utiliza para controlar a sociedade, agrediu pobres estudantes indefesos…

Mas eu gostaria de fazer o seguinte levantamento: imagens podem ser manipuladas…

A quem interessaria jogar a culpa na polícia para que o verdadeiro motivo dos protestos, a corrupção do governo Arruda, fosse posto em segundo plano?

Sou suspeito de falar, até porque sou policial militar, mas para os menos entendidos no assunto, o comandante supremo das policias miliatares nos estados, são os governadores desses respectivos estados. No caso de Brasília, o próprio governador está atolado até o pescoço em denúncias, fundamentadas, de corrupção. Teria sido ele quem arquitetou aquela operação? Não sei. Só sei que os policiais - digo isso com a experiência de ser PM - ou cumprem ordens ou são, ou presos ou expulsos.

Os policiais cometeram excessos, sim. Mas não com todo esse estardalhaço que está sendo divulgado. Foi noticiado que um coronel agrediu um estudante… Mas as imagens mostram, claramente, que esse coronel agiu em legítima defesa. Bem como diversas outras cenas que foram editadas para mostrarem apenas a polícia descendo o cassete.

Ora, policial nenhum acorda de manhã, olha para o sol e diz: ‘nossa, que belo dia para bater em estudantes’. O papel da polícia é servir e proteger a sociedade, combatendo a criminalidade, mas também através de ações sócio-educativas.

Alguém jogou a polícia contra a população, deixando aquela como vilã da história. A PM, mais uma vez, é bode expiatório. Bode expiatório para uma imprensa que se acha democrática, mas parece ainda querer incucar na cabeça dos imbecis que acreditam em tudo o que passa na TV, a ideia de que ainda vivemos numa ditadura. Gente, a ditadura acabou. Vivemos num país democrático e de imprensa livre - embora, algumas vezes tendenciosa.

Como PM, fico revoltado ao constatar que a polícia foi usada como ferramenta política. Como futuro jornalista, fico triste ao saber que meus colegas repórteres não noticiaram a versão, na íntegra, dos policiais que participaram da operação. E como cidadão, puta que pariu! Estão esquecendo que o governador José Arruda é o bandido dessa história, e não a corporação.

Acho que, do jeito que as coisas vão, daqui a pouco vão dizer que os responsáveis pelos escândalos de corrupção no governo de Brasília são os policiais militares do DF. Uma pena…

(A imagem que ilustra esse texto foi copiada do link PM - DF.)

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

VOCÊ ESTÁ INTIMADO!!!


Você está intimado a assistir o filme Tropa de Elite, dia 10, às 22:30 (horário de Brasília) na Rede Record. O filme, dispensa comentários. Foi alvo de muitas críticas, elogios, enfim, gerou muita polêmica quando foi lançado.

Aconselho que vejam.

Diferentemente de outros filmes brasileiros que abordam a temática da violência, Tropa de Elite trata bandido como ele é: um vilão, inimigo da sociedade e do Estado de direito. E mostra o lado verdadeiro do dia-a-dia do policial, cheio de conflitos familiares e dilemas. Dilemas esses enfrentados, quotidianamente, numa sociedade que cobra segurança, mas ao mesmo tempo é conivente com o tráfico de drogas ilícitas.

Vale a pena conferir.


(A imagem que ilustra o texto foi copiada do link Images Google.)

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

PRIMEIRO O CHEFE

Dois funcionários e o gerente de uma empresa saem para almoçar e na rua encontram uma antiga lâmpada a óleo. Eles esfregam a lâmpada e, de dentro dela, sai um gênio. O gênio, envolto em fumaça e com uma voz grave, diz:

- Vocês me libertaram de um sono de dois mil e quinhentos anos. Como recompensa, concederei três desejos. Mas como vocês estão em três, realizarei um desejo para cada. Peçam o que quiserem e eu darei a vocês!!!

- Eu primeiro, eu primeiro! - grita um dos funcionários - Eu quero estar nas Bahamas dirigindo um barco, sem ter nenhuma preocupação na vida, e cercado de lindas mulheres... Pufff, e ele foi.

O outro funcionário se apressa a fazer o seu pedido:

- Eu quero estar no Havaí, com o amor da minha vida e um provimento interminável de cerveja e churrasco!!! Puff, e lá se foi ele.

- Agora você - diz o gênio para o gerente...

- Eu quero aqueles dois de volta ao escritório logo depois do almoço para uma reunião!

Conclusão:
*Deixe sempre o seu chefe falar primeiro*.


Autor desconhecido, com adaptações.


(A imagem ilustrativa foi copiada do link Images Google.)

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009








“O sol, a lua e as estrelas, brilhando, cumprem espontaneamente a missão de ser úteis. O relâmpago, quando aparece, é bem visível. O próprio vento sopra em qualquer região. As nuvens obedecem, quando Deus as manda percorrer o mundo inteiro. O raio, mandado lá de cima para devastar montes e matas, cumpre o que lhe é determinado.”  

Bíblia Sagrada - edição pastoral. Antigo Testamento, Livro de Baruc, capítulo 6, versículos 59 a 61.












(A imagem que ilustra esse texto foi copiada do link Curiozo.)




CARTA DE PERO VAZ DE CAMINHA (I)

Trecho da carta escrita por Pero Vaz de Caminha (1450 - 1500), integrante da frota de Pedro Álvares Cabral (1467-68 - 1520), encaminhada ao rei de Portugal D. Manuel I, O Venturoso (1469 - 1521), dando conta do 'achamento' de novas terras.

Carta de Pero Vaz de Caminha - Col. A Obra Prima de Cada Autor ...

Senhor:

Posto que o Capitão-mor desta vossa frota, e assim os outros capitães escrevam a Vossa Alteza a nova do achamento desta vossa terra nova, que ora nesta navegação se achou, não deixarei também de dar disso minha conta a Vossa Alteza, assim como eu melhor puder, ainda que - para o bem contar e falar - o saiba pior que todos fazer.

Tome Vossa Alteza, porém, minha ignorância por boa vontade, e creia bem por certo que, para aformosear nem afear, não porei aqui mais do que aquilo que vi e me pareceu.

Da marinhagem e singraduras do caminho não darei aqui conta a Vossa Alteza, porque o não saberei fazer, e os pilotos devem ter esse cuidado. Portanto, Senhor, do que hei de falar começo e digo:

A partida de Belém, como Vosso Alteza sabe, foi segunda-feira, 9 de Março. Sábado, 14 do dito mês, entre as oito e nove horas, nos achamos entre as Canárias, mais perto da Grã-Canária, e ali andamos todo aquele dia em calma, à vista delas, obra de três a quatro legas. E domingo, 22 do dito mês, às dez horas, pouco mais ou menos, houvemos vista das ilhas de Cabo Verde, ou melhor, da ilha de S. Nicolau, segundo o dito de Pero Escolar, piloto.

Na noite seguinte, segunda-feira, ao amanhecer, se perdeu da frota Vasco de Ataíde com sua nau, sem haver tempo forte nem contrário para que tal acontecesse. Fez o capitão suas diligências para o achar, a uma e outra parte, mas não apareceu mais!

E assim seguimos nosso caminho, por este mar, de longo, até que, terça-feira das Oitavas de Páscoa, que foram 21 dias de Abril, estando da dita Ilha obra de 600 ou 670 léguas, segundo os pilotos diziam, topamos alguns sinais de terra, os quais eram muita quantidade de ervas compridas, a que os mareantes chamam botelho, assim como outras a que dão o nome de rabo-de-asno. E quarta-feira seguinte, pela manhã, topamos aves a que chamam fura-buxos.

Neste dia, a horas de véspera, houvemos vista de terra! Primeiramente dum frande monte, mui alto e redondo; e doutras serras mais baixas ao sul dele; e de terra chã, com grandes arvoredos: ao monte alto o capitão pôs nome - o Monte Pascoal e à terra - a Terra da Vera Cruz.

Mandou lançar o prumo. Acharam vinte e cinco braças; e ao Sol posto, obra de seis léguas da terra, surgimos âncoras, em dezenove braças - ancoragem limpa. Ali permanecemos toda aquela noite. E à quinta-feira, pela manhã, fizemos vela e seguimos em direitos à terra, indo os navios pequenos diante, por dezessete, dezesseis, quinze, catorze, treze, doze, dez e nove braças, até meia légua da terra, onde todos lançamos âncoras em frente à boca de um rio. E chegaríamos a esta ancoragem às dez horas pouco mais ou menos.     


Fonte: Acervo Digital.
(A imagem acima foi copiada do link Images Google.)

COPA DO MUNDO 2010

Foram sorteados os grupos de seleções para a copa 2010 na África do Sul, confira:

Grupo A
1. África do Sul
2. México
3. Uruguai
4. França

Grupo B
1. Argentina
2. Nigéria
3. Coréia do Sul
4. Grécia

Grupo C
1. Inglaterra
2. Estados Unidos
3. Argélia
4. Slovênia

Grupo D
1. Alemanha
2. Austrália
3. Sérvia
4. Gana

Grupo E
1. Holanda
2. Japão
3. Dinamarca
4. Camarões

Grupo F
1. Itália
2. Paraguai
3. Nova Zelândia
4. Slováquia

Grupo G
1. Brasil
2. Coréia do Norte
3. Costa do Marfim
4. Portugal

Grupo H
1. Espanha
2. Suíça
3. Honduras
4. Chile

O primeiro jogo da seleção brasileira será dia 15 de junho de 2010. A seleção enfrentará a Coréia do Norte. O time que será mais difícil de ser enfrentado no grupo do Brasil é a seleção de Portugal.
Avante seleção, agora vamos ser Hexacampeões!!!

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

MENTIRINHA BESTA

Um sujeito se dirigiu à atendente da casa lotérica:
- Moça, não tenho a menor idéia sobre quais números escolher para comprar um bilhete da Loteria Federal. Você poderia me ajudar?
- Claro, respondeu ela, vamos lá. Durante quantos anos você freqüentou a escola?
- 8.
- Perfeito, temos um 8.
- Quantos filhos o senhor tem?
- 3.
- Ótimo, já temos um 8 e um 3. Quantos livros você já leu esse ano?
- Deixa eu ver... Cinco, sete... Nove!!!
- Certo, temos um 8, um 3 e um 9. Quantas vezes por mês você faz amor com sua mulher?
- Caramba, isso é uma coisa muito pessoal.
- Mas você não quer ganhar na loteria?
- Está bem, 2 vezes.
- Só???
- Bom, deixa pra lá, comenta cabisbaixo o apostador.
- Agora que já temos confiança um com o outro, me diga: quantas vezes você já deu a bunda?
- Qual é a sua? - diz o homem indignado - Sou espada!
- Não fique chateado, reitera a moça da lotérica, vamos considerar então zero vez. Com isso já temos todos os números: 83920.
O sujeito comprou o bilhete que correspondia ao número escolhido.
No dia seguinte foi conferir o resultado e o bilhete premiado foi o de Nº 83921.
Cheio de raiva, ele rasgou o papel da aposta e lamentou:
- Puta que pariu! Por causa de uma MENTIRINHA BESTA eu não fiquei milionário!


(Esse texto é de autor desconhecido. Se você é o autor ou conhece quem seja, entre em contato para receber os créditos. A imagem que ilustra o texto foi copiada do link a3.com.)

A IDADE DO PIU-PIU

Esse ano, Piu-piu completou 69 anos de idade


Piu-piu (Tweety), é um passarinho amarelo, personagem do desenho animado Piu-piu e Frajola. Foi criado por Robert Emerson "Bob" Clampett (1913 - 1984) em 1940 e faz parte da série Looney Tunes, produzida pela Warner Bros.

Nos episódios da série, Piu-piu é perseguido pelo gato Frajola (Silvester), mas sempre consegue se dar bem. Ambos são criados por uma doce e simpática velhinha conhecida apenas como Vovó, que também cuida de um buldogue chamado Hector.

Isso, todo mundo já sabe. Mas, e se o Piu-piu aparentasse a idade que tem, como ele seria? Seria mais ou menos assim:


É minha gente, o tempo não para. Nem para os desenhos animados...



(A imagem do topo desse texto foi copiada do link Google.com. A segunda imagem é de autor desconhecido. Se você é o responsável por ela entre em contato para receber os créditos.)

A IMPORTÂNCIA DE SE ESTAR BEM INFORMADO

Um homem está entrando no chuveiro enquanto sua mulher acaba de sair e está se enxugando. A campainha da porta toca. Depois de alguns segundos de discussão para ver quem iria atender à porta, a mulher desiste. Se enrola, então, na toalha e desce as escadas.

Quando ela abre a porta, vê o vizinho Nestor em pé na soleira. Antes que a mulher possa dizer qualquer coisa, Nestor argumenta:

- Eu lhe dou 3.000 reais se você deixar cair esta toalha!!!

Depois de pensar por alguns instantes, a mulher deixa a toalha cair e fica nua. Nestor então entrega a ela os 3.000 reais prometidos e vai embora, feliz da vida. Confusa, mas excitada com sua tremenda sorte, a mulher se enrola de novo na toalha e volta para o quarto...

Quando ela entra no quarto, o marido grita do chuveiro:

- Quem era, meu amor?

- Era o Nestor, o vizinho da casa ao lado, diz ela.

- Ótimo!!! Ele lhe deu os 3.000 reais que estava me devendo?


Conclusão:
*Se você compartilha informações a tempo, pode prevenir exposições desnecessárias *.


(Autor desconhecido. A imagem que ilustra esse texto foi copiada do link Images Google.)

domingo, 29 de novembro de 2009

O QUE É SUCESSO?


Aos 02 anos, sucesso é ... conseguir andar.
Aos 04 anos, sucesso é ... não mijar nas calças.
Aos 12 anos, sucesso é ... ter amigos.
Aos 18 anos, sucesso é ... ter carteira de motorista.
Aos 20 anos, sucesso é ... fazer sexo.
Aos 35 anos, sucesso é ... ter dinheiro.
Aos 50 anos, sucesso é ... ter dinheiro.
Aos 60 anos, sucesso é ... fazer sexo.
Aos 70 anos, sucesso é ... ter carteira de motorista.
Aos 75 anos, sucesso é ... ter amigos.
Aos 80 anos, sucesso é ... não mijar nas calças.
Aos 90 anos, sucesso é ... conseguir andar.

ESSA É A VIDA...

(Texto de autor desconecido. A imagem que ilustra esse texto foi copiada do link Images Google.)

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

POR QUE NINGUÉM DIVULGA ISSO?

Imagine um lugar onde você tivesse acesso, a qualquer hora do dia ou da noite, aos grandes nomes da pintura e da literatura universais.

Imagine um ambiente onde você conseguisse ver as pinturas de Leonardo Da Vinci; ler a obra completa de Machado de Assis; ter acesso às melhores historinhas infantis; escutar músicas em MP3 de alta qualidade, dentre outras coisas. E o melhor: TOTALMENTE DE GRAÇA.
Pois é. Um lugar assim existe, mas está perto de ser desativado por falta de visitas.
Trata-se de uma biblioteca digital, desenvolvida em software livre, pelo Ministério da Educação.
A biblioteca virtual está no endereço: http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/PesquisaObraForm.jsp

Pouca gente sabe de sua existência pois nem sequer foi divulgada nos principais veículos de comunicação.

Nós, brasileiros, somos um povo que ainda carece bastante de educação e, principalmente, cultura. Uma iniciativa como essas, que dissemina e democratiza o saber, deveria ter sido melhor divulgada, tanto pelo governo, quanto pela mídia nacional.

Um povo sem cultura, que não conhece sua própria história, não se valoriza. Não tem auto-estima e é mais facilmente manipulado. Deve ser por isso que não há interesse em divulgar iniciativas que venham educar a população.

Eu estou fazendo a minha parte. Visitei a biblioteca digital e recomendando-a para quem quiser se libertar da ignorância e ser agente protagosnista de uma revolução chamada educação.


(A imagem de Mona Lisa foi copiada do link Images Google 1. A imagem de Machado de Assis foi copiada do link Images Google 2.)

“Somente quem chega ao topo dá valor às pedras do caminho.”

(Autor desconhecido)

(A imagem que ilustra essa postagem foi copiada do link Images Google.)

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

OPORTUNIDADE DE EMPREGO

Começam hoje as inscrições para o concurso do Banco Central do Brasil (Bacen). O órgão oferece 500 vagas para os cargos de técnico e analista.

O salário inicial é de R$ 4.896,25 para nível médio e de R$ 12.413,65 para profissionais graduados em qualquer área. A Fundação Cesgranrio é a responsável pelo concurso.

As inscrições estão sendo feitas no site da Cesgranrio e vão até o dia 16 de dezembro. O valor da inscrição é de R$ 50 para nível médio e R$ 110 para nível superior.

As provas objetivas e discursivas serão realizadas nas cidades de Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP), no dia 31 de janeiro de 2010. Terão duração de quatro horas e serão realizadas no período matutino.

Para quem está cansado de se matar trabalhando para ganhar uma merreca, essa é uma oportunidade de ouro. Aproveitem!!!

“Não existe pessoa mais vazia do que aquela cheia de si.”

(Autor desconhecido)

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

QUANDO DEUS QUER, NÃO TEM JEITO!


Era uma vez uma senhora muito pobre. Certa vez essa senhora telefonou para um programa cristão de rádio pedindo ajuda.

Um bruxo do mal que ouvia o programa resolveu pregar-lhe uma peça: conseguiu o endereço da velhinha, chamou alguns ajudantes e ordenou a esses que comprassem mantimentos, material de limpeza e higiene e levassem para a mulher.

Os ajudantes fizeram as compras e o bruxo deu-lhes a seguinte orientação:

- Quando ela perguntar quem mandou, respondam que foi o DIABO!

Ao chegarem na casa, a mulher recebeu com alegria os bem-feitores e foi logo guardando os alimentos.

Os secretários do bruxo, conforme a orientação recebida, lhe perguntaram:

- A senhora não quer saber quem lhe enviou estas coisas?

A mulher, na simplicidade da fé, respondeu:

- Não, meu filho. Não é preciso. Quando Deus manda, até o diabo obedece!

'NÃO SE PREOCUPE DE QUE MANEIRA VIRÁ SUA VITÓRIA, MAS, QUANDO DEUS
DETERMINA, ELA VEM.......AH, SE VEM!!!

Tenha paciência.. não é no seu tempo e sim no tempo Dele....... porque você vê até um limite....
Deus ultrapassa esse limite....... e vê muito além do que enxergamos.!!

"Quando se crê em DEUS não há cotidiano sem milagres"


(Texto recebido por e-mail, com adaptações. Se você é o autor, entre em contato comigo para receber os créditos. A imagem que ilustra o texto acima foi copiada do link Images Google.)

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

REGRAS PARA UMA ABORDAGEM FELIZ

(editado por PM injuriado da PMSP)


1. A PM não sai por aí encostando playboy na parede por que gosta. Mas porque o serviço tem de ser feito. Então, quanto mais você enrolar, mais tempo vai demorar a abordagem.

2. Pra quem não quer levar os tradicionais chutinhos no tornozelo a receita é simples: basta abrir as pernas num ângulo mínimo de setenta graus.

3. Nós fiscalizamos o trânsito, sim. Mas nossa prioridade é o crime. Quem prioriza o trânsito é o DETRAN. Então, quando for parado por uma equipe da PM, não venha tirar documentos do bolso antes que o policial determine. Um movimento precipitado e você pode tomar um tiro nessa sua carinha de criado com a vovó. É muito simples. Primeiro verificamos se você não está portando armas ou drogas, depois verifica-se quem você é e o seu veículo.

4. A merda do seu carro "tunado", apesar da papagaiada toda, não é único ou exclusivo. Existem muitos iguais a essa porcaria. E esses muitos outros são conduzidos por criminosos. Então quando for parado, não quer dizer que o policial está te perseguindo, ou está com inveja dessa porra. Ele te parou por que você pode ser um bandido, ou seu veículo é igual ao que foi usado num crime qualquer.

5. Para as mulheres: quando o corno do teu namorado for pra parede, não atrapalhe. Fique no local onde foi determinado e espere o fim da abordagem, de preferência em silêncio.

6. Maconha ainda é droga ilícita, e usá-la ainda não está permitido. Então não reclame!

7. Sempre dizem: VAI PRENDER BANDIDO. Pedimos também que indiquem onde eles estão, e, se possível, nos acompanhe a delegacia, na condição de testemunha.

8. Em vários locais já ocorreram crimes chamados sequestro relâmpago, inclusive nesta cidade. Por isso, quando tu tá no carro com a piranha da tua namorada e mais quatro amigos boiolas juntos, nós abordamos por imaginar poder se tratar de um desses crimes. Portanto, coopere, desça do carro com as mãos na cabeça e peça pros teus amiguinhos fazerem a mesma coisa.

9. Deixe essa sua carteirinha de OAB guardada na sua carteira ou em casa. Se eu quiser saber tua profissão eu vou perguntar e você apenas vai me responder. Advogado não é autoridade, é um profissional liberal, como um dentista ou pedreiro, e PM não tem medo. Fórum é pra ir mesmo. Boa parte dos Policiais hoje também são bacharéis iguais a você. Por sinal os cursos de formação da PM chegam até botar muita faculdade de direito de fundo de quintal no bolso.

10. O famoso "mão pra cabeça" é uma ordem legal que tem auto-executoriedade, ou seja, nós podemos parar quem quer que seja segundo nosso poder discricionário e realizar uma busca pessoal, sem necessitar de mandado específico, o que você já deveria saber, sendo que se diz formado em direito.

11. Carro não é extensão de domicílio, exceto se você morar nele, portanto TAMBÉM não precisa de mandado e será primeiro revirado e depois fiscalizado e quem sabe autuado e apreendido.

12. Mantenha-se calado durante a abordagem! A sua opinião não interessa a ninguém!

13. Também não interessa saber quem é o imbecil do seu pai, a idiota da sua mãe, outro parente seu ou qualquer mané que você conhece. Exceção feita às suas irmãs ou primas. Se forem melhoradas, me apresenta!

14. Não temos inveja de sua condição social ou da porcaria do seu carro; apenas estamos trabalhando em prol da sua segurança. Então sempre agradeça-nos ao término da abordagem, lembrando sempre de dizer: MUITO OBRIGADO SR POLICIAL! EU AMO A PM!!!

SIGA ESSAS REGRINHAS SIMPLES E TODOS SERÃO FELIZES!
Porque com certeza sabemos que somos odiados pela maioria de vocês... mas ao mesmo tempo sabemos que qualquer situação,por mais simples e besta que seja é o número 190 que voces vão ligar...

POLÍCIA MILITAR, PELA PAZ E SEGURANÇA!!!


(A foto que ilustra esse texto foi copiada do link Images Google.)

domingo, 22 de novembro de 2009

MORRE CELSO PITTA

Ex-prefeito de São Paulo morre de câncer e deixa um legado de irregularidades

Morreu nessa sexta-feira, aos 63 anos, o ex-prefeito de São Paulo, Celso Pitta. Ele foi diagnosticado em dezembro do ano passado de câncer no intestino, e faleceu desse mal às 23h50 da sexta-feira no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Pitta foi o primeiro negro a comandar a cidade mais importante do Brasil e morreu, justamante, no Dia Nacional da Consciência Negra. Mas ele, certamente, não será lembrado por esse pioneirismo…

Seu mandato foi marcado por corrupção, sendo que as primeiras denúncias foram feitas em março de 2000, por sua ex-esposa, Nicéia Camargo Pitta. Nicéia deu detalhes da máfia dos fiscais e outros esquemas de corrupção envolvendo o ex-marido e que teriam deixado um rombo nos cofres públicos de mais de duzentos milhões de dólares.

Ao terminar a gestão, o ex-prefeito era réu em treze ações civis públicas. O valor das denúncias somadas alcançou 3,8 bilhões de reais, equivalente a quase metade do orçamento do município na época. A dívida paulistana passou em seu mandato de 8,6 bilhões de reais em 1997 para 18,1 bilhões de reais. Quando Celso Pitta deixou o poder em 2000, 83% dos paulistanos consideravam a sua gestão ruim ou péssima.

Em 2004, durante depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito do Banestado, o ex-prefeito foi preso por desacato à autoridade, ao discutir com o senador Antero Paes de Barros.

Já em 2006, por meio de ação cível por má administração pública, o Ministério Público do Estado de São Paulo pediu a devolução de 11,8 milhões de reais aos cofres da prefeitura paulistana.

No ano passado, a Justiça Federal considerou Pitta culpado pelo "escândalo dos precatórios", impondo-lhe uma pena de 4 anos de prisão. Foi preso pela Polícia Federal em 8 de julho, por desvio de verbas públicas e lavagem de dinheiro, sendo liberado dois dias depois após liminar do presidente do STF, Gilmar Mendes.

Ainda em 2008, o ex-prefeito foi condenado à prisão domiciliar, ficando foragido durante duas semanas. Dessa vez por estar devendo R$ 155 mil de pensão alimetícia para sua ex-mulher Nicéia Camargo. Mas Pitta conseguiu um habeas corpus na justiça para responder o processo em liberdade. Convocou, então, uma coletiva de imprensa e, como aprendera com seu tutor Paulo Maluf, negou tudo.

Dizem que morto não vai preso nem paga dívida. Certo. Mas, se todo o dinheiro que Celso Pitta desviou não foi enterrado com ele, onde foi parar? Quem estaria se beneficiando dessa grana toda? E os cofres públicos, vão receber de volta algum centavo?

(A imagem que ilustra esse texto foi copiada do link Images Google, e os dados foram pesquisados no link Wikipédia.)

sábado, 21 de novembro de 2009

DEFINIÇÃO DE MARIDO

"Marido é aquela pessoa amiga e companheira, que está sempre ali, a seu lado, para ajudá-la a resolver os grandes problemas que você não teria se fosse solteira."

(Autor desconhecido)

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Dia Nacional da Consciência Negra

Hoje é o Dia Nacional da Consciência Negra. Essa data foi escolhida por coincidir com o dia da morte do líder quilombola Zumbi dos Palmares, em 1695.

Neste dia costuma-se lembrar a resistência do negro à escravidão, que perdurou no nosso país por mais de 300 anos.

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado no dia 20 de novembro desde a década de 1960. Antes a data era comemorada no dia 13 de Maio, dia da Abolição da Escravatura, mas foi rejeitada por enaltecer a figura da princesa Isabel, uma branca que teria se compadecido com o sofrimento dos escravos.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

DIA DA BANDEIRA


Hoje é dia da bandeira nacional, maior símbolo do nosso país. Mas antes de respeitarmos esse símbolo, devemos, primeiro, valorizar aqueles que juraram defendê-lo com o sacrifício da própria vida: os militares.

É bom saber: o Hino à Bandeira do Brasil tem letra de Olavo Bilac (1865-1918) e música de Francisco Braga (1868-1945). Foi apresentado pela primeira vez no dia 15 de Agosto de 1906. Tem, portanto, 103 anos.

O Hino
I
Salve lindo pendão da esperança!
Salve símbolo augusto da paz!
Tua nobre presença à lembrança
A grandeza da Pátria nos traz.

Refrão
Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!

II
Em teu seio formoso retratas
Este céu de puríssimo azul,
A verdura sem par destas matas,
E o esplendor do Cruzeiro do Sul.

III
Contemplando o teu vulto sagrado,
Compreendemos o nosso dever,
E o Brasil por seus filhos amado,
poderoso e feliz há de ser!

IV
Sobre a imensa Nação Brasileira,
Nos momentos de festa ou de dor,
Paira sempre, sagrada bandeira
Pavilhão da justiça e do amor!


(A imagem que ilustra esse texto foi copiada do link Google Images.)

terça-feira, 17 de novembro de 2009

“O mundo é gay, mas o Brasil é enrustido.”

Estudante da UFRN ganha prêmio ao produzir documentário mostrando um outro lado do mundo das drag queen’s

Formado em Comunicação Social com habilitação em Radialismo, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o jovem Jô Fagner, 24 anos, nasceu em Acari - cidade do interior do estado. Faz o curso de Jornalismo na mesma instituição e recentemente apresentou um trabalho intitulado Drag Stars no Expocom de Curitiba, Paraná, ganhando um prêmio por isso. Durante um intervalo de 15 minutos entre uma aula e outra na universidade, ele concedeu a seguinte entrevista:

Qual foi o evento que você participou e que prêmio foi esse?
Jô Fagner:
Eu participei do XVI Expocom, uma amostra de produtos experimentais em comunicação. Esse evento é realizado pela Intercom (Sociedade de Estudos Interdisciplinares da Comunicação), e aconteceu em Curitiba, Paraná, no início de setembro. Ganhei o prêmio na categoria Cinema e Audio-Visual, modalidade filme de não-ficção, com o documentário Drag Stars.

Do que trata o video?
Jô Fagner:
Fala das drag queens de Natal, mas com uma outra narrativa onde busquei fugir da questão do preconceito - algo bem clichê. Quando alguém fala sobre o público homossexual na mídia, só aborda sobre preconceito. Procurei buscar mais identidade. A drag é um artista, como qualquer outro, que realiza performances, shows, arte. Só que ele faz isso vestido de mulher, de maneira caricata e exagerada, como se fosse um humorista.

O que o inspirou a fazer esse projeto?
Jô Fagner:
Vi um livro reportagem chamado Rainhas e Dragões, feito por estudantes paulistas. Gostei da forma como foi trabalhado o tema e resolvi fazer um parecido, mas a partir da realidade das drag queen’s natalenses. Reuni uma equipe, as estudantes Daniele e Milena, e caímos em campo. O Drag Stars foi nosso trabalho final no curso de Radialismo, e fez bastante sucesso. Até hoje recebo recados via e-mail de pessoas pedindo link para assistir o video Drag Stars.

Como foram feitas a coleta de dados e a pesquisa? E por que o nome Drag Stars?
Jô Fagner:
Foram feitos através de sites de relacionamentos. Criei um perfil chamado Drag Stars e convidei drags queen’s aqui de Natal, que passaram por uma seleção. Dessa seleção, escolhi cinco pessoas para participarem do video documentário. O nome Drag Stars veio como apologia ao programa Pop Stars, de uma emissora de TV brasileira.

Você e sua equipe encontraram dificuldades na realização do trabalho?
Jô Fagner:
Inúmeras… Tanto de ordem técnica quanto financeira. A universidade só nos cedeu uma câmera, operada por um funcionário da instituição. Isso, depois de uma burocracia enorme. Tivemos dificuldades em filmar nos lugares onde as queen’s se apresentavam, pois a drag é um personagem que só trabalha à noite e a câmera da UFRN só filmaria durante o dia. Outro problema: a câmera não podia sair do campus. Quando conseguimos uma autorização para filmar externamente, a superintendente de comunicação não liberou a bateria. Arranjamos uma extensão e, para onde íamos, levávamos um emaranhado enorme de fios. Para filmar nos locais de trabalho das queen’s (boates e casas de show noturnas) tivemos que providenciar câmeras de mão particulares.

Qual a diferença entre drag queen e travesti?
Jô Fagner:
Drag queen é um sujeito, um homem que se veste de mulher para fazer shows. Não é necessariamente gay. É alguém que durante o dia tem o corpo de menino e quando chega a noite - ou em eventos esporádicos - coloca peruca, prótese removível em formato de seios, maquiagem e se transforma não em mulher, mas num personagem que se assemelha à figura feminina. Já o travesti é aquele personagem que tem identidade feminina e sente necessidade de mudar o corpo mas não tem coragem para fazer a cirurgia. Por isso, ele coloca silicone (nos seios e no bumbum), deixa os cabelos crescerem e fica 24 horas daquele jeito. Mas não tira o órgão sexual masculino porque aquilo também dá prazer. Ele quer e gosta de ter os dois sexos, e de ser homem e mulher ao mesmo tempo. O travesti é gay, com certeza. Tem também o transexual. Esse tem transtornos de identidade de gênero, não se sentindo confortável com o próprio corpo. O transexual faz cirurgia para retirar a genitália. Transforma o sexo, transforma a cabeça. Transforma tudo para ser uma mulher.

Qual a origem do nome drag queen?
Jô Fagner:
Drag queen é um nome de origem inglesa. No teatro antigo não havia mulheres atuando, assim, William Shakespeare (dramaturgo inglês do século XVI) quando fazia suas peças tinha que improvisar: os homens faziam o papel de mulher. Para não confundir os personagens, Shakespeare colocava ao lado das falas, a sigla DRAG (Dressed As a Girl) “Vestido como uma garota”, nos papéis em que os homens interpretariam mulheres. Séculos depois, na década de 80, a moda drag ressurgiu como fenômeno de comportamento. A partir de então, à sigla drag de Shakespeare somou-se o nome queen (rainha), passando um sinônimo de nobreza.

As festas do orgulho gay estão cada vez mais comuns pelo mundo. E aqui no Brasil?
Jô Fagner:
O mundo é gay, mas o Brasil é enrustido. O Brasil está saindo do armário aos poucos. Mesmo assim, a parada do orgulho gay em São Paulo reune, todos os anos, milhões de pessoas dos quatro cantos do planeta. Já se tornou um evento cultural e está no calendário de festas da cidade. A parada gay deixou de ser um ato político. Agora ela é um espetáculo transmitido para todo o mundo.

“Quando se discute com um imbecil, você se torna pior do que ele.”


Conclusão a que cheguei hoje ao tentar argumentar com um oficial da PM.

(A foto que ilustra esse texto foi copiada do link Images Google.)

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

A LÓGICA DA FREIRA

Duas freiras, irmã Maria e irmã Léia, saíram do convento para vender biscoitos. Passaram o dia inteiro batendo de porta em porta com várias sacolas contendo biscoitos. Lá pelas cinco e meia da tarde, irmã Maria, preocupada, adverte a colega do convento:

- Está ficando escuro e nós ainda estamos longe do convento!!!

Irmã Léia concorda e com um ar de preocupação comenta:

- Você reparou que um homem está nos seguindo há uma meia hora?

Irmã Maria olha disfarçadamente para um sujeito que as seguia e sussurra:

- Sim, o que será que ele quer?

Irmã Léia, já meio apavorada:
- É lógico! Ele quer nos estuprar.

Irmã Maria começa a ficar nervosa também:

- O que faremos? O que faremos?
Irmã Léia, sabidamente, responde:
- A única coisa Lógica a fazer é andarmos mais rápido!!!
As duas freiras apressam o passo.
- Não está funcionando, adverte irmã Maria.
- Claro que não! completa irmã Léia, ele fez a única coisa lógica a fazer: também começou andar mais rápido.
- E agora, irmã Léia, o que devemos fazer? Ele nos alcançará em 1 minuto!
- A única coisa lógica que nos resta fazer é nos separar, irmã Maria! Você vai para aquele lado e eu vou pelo outro. Ele não poderá seguir-nos as duas, ao mesmo tempo.
Assim fizeram as duas irmãs e o homem decidiu seguir Irmã Léia. A irmã Maria chega ao convento, sã e salva, mas preocupada com o que poderia ter acontecido à Irmã Léia. Passado um bom tempo, eis que chega irmã Léia, tranquila e despreocupada, como se nada tivesse acontecido.

- Irmã Léia !!! Graças a Deus você chegou! comemora irmã Maria, me conte o que aconteceu!!!
E irmã Léia conta sua aventura:
- Aconteceu o lógico. O homem não podia seguir nós duas então ele optou por me seguir.
- Então, o que aconteceu? indaga irmã Maria.
- O lógico, prossegue irmã Léia, eu comecei a correr o mais rápido que podia e ele correu o mais rápido que ele podia, também...
- E então?.... indaga irmã Maria aflita.
- Novamente aconteceu o lógico: ele me alcançou.
- Oh, meu Deus! O que você fez, irmã Léia?
- Eu fiz o lógico: levantei meu hábito.
- Oh, irmã Léia!!!! lamenta irmã Maria pensando no pior, e o que o homem fez?
- Ele, também, fez o lógico: abaixou as calças.
- Oh, não!!!!! O que aconteceu depois, irmã Léia?
- Não é óbvio, Irmã Maria? Uma freira com o hábito levantado consegue correr muito mais rápido do que um homem com as calças abaixadas !!!!
SE VOCÊ PENSOU EM OUTRO FIM PARA A HISTÓRIA, REZE:
188 AVE - MARIAS E 309 PAI-NOSSOS, E PEÇA A DEUS PARA LIMPAR SUA MENTE POLUÍDA, SEU PERVERTIDO.

(A imagem que ilustra esse texto foi copiada do link Images Google.)

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

GAYS VAIAM GOVERNADORA DO RN


Ontem à tarde aconteceu a 5a parada do orgulho gay em Natal. Eu não fui (estava trabalhando), mas um amigo meu que foi disse que a governadora Wilma de Faria recebeu uma vaia dos presentes.

A assessoria de imprensa da governadora negou o caso. Lógico. Mas meu amigo que estava lá jurou de pé junto que o público GLS (gays, lésbicas e simpatizantes) deu uma vaia inesquecível em Wilma.

Nas palavras do meu amigo: tem muita gente querendo se promover às custas da parada gay, mas os gays não são alienados politicamente como muita gente pensa.

Wilma que o diga.

Para quem se interessar, as próximas Paradas Gays:
14/11 - Floriano - PI
15/11 - Catanduva - SP
15/11 - Duque de Caxias - RJ
15/11 - João Pessoa - PB
15/11 - Juiz de Fora - MG
15/11 - Nilópolis - RJ
15/11 - Planaltina de Goiás - DF
15/11 - São Vicente - SP


(A foto que ilustra esse texto foi copiada do link Central de Notícias Gays.)

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

terça-feira, 3 de novembro de 2009

“Se tu vens às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz.”

Do livro O Pequeno Príncipe, escrito em 1943 por Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944), autor, ilustrador, jornalista e piloto francês na Segunda Guerra Mundial.

A imagem acima foi copiada do link Google Images.

sábado, 17 de outubro de 2009

VIGILANTIS SEMPER!

Aos críticos da Polícia Militar

ANTES DE SER POLICIAL CIVIL, EU FUI POLICIAL MILITAR;
ANTES DE SER POLICIAL MILITAR, EU FUI CARTEIRO;
ANTES DE SER CARTEIRO, FUI BOMBEIRO;
ANTES DE SER BOMBEIRO, FUI COBRADOR DE ÔNIBUS;
ANTES DE SER COBRADOR DE ÔNIBUS, FUI FUZILEIRO NAVAL;
E ANTES DE SER FUZILEIRO, FUI PALHAÇO DE CIRCO.

Paralelamente a estas profissões, sou desenhista de quadrinhos e programador de jogos para WEB - além de lecionar História quando estava na UFRN.
Como desenhista de quadrinhos, ouço de alguns, SEMPRE, que sou um desocupado.
Como programador de jogos, ouço de outros, SEMPRE, que sou um nerd idiota.
Como palhaço de circo, ouço de terceiros, ATÉ HOJE, que isso é vida de vagabundo.
Como fuzileiro naval, me diziam que eu era um BONECO DO ESTADO.
Como cobrador de ônibus, costumavam me dizer que eu era um ladrão, por não ter, às vezes, moedas de R$ 0,01 e R$ 0,05, para dar de troco.
Como carteiro, guardo cicatrizes, para o resto de meus dias, de mordidas de cães e de acidentes de trabalho, como atropelamentos, causados pelos “ZECAS” da vida, além de ouvir DE TODAS AS MÃES COM AS QUAIS ME DEPARAVA, que eu era “O HOMEM DO SACO” que iria raptar as criancinhas.
Como bombeiro, NUNCA recebi um “obrigado”, ao retirar um gatinho de uma árvore, nem por mergulhar num esgoto, para salvar uma pessoa que foi levada por uma enxurrada. Tive que aprender a me ACOSTUMAR com isso, além de começar a compreender como a linha da vida é tênue e a matéria se desfaz por besteira.
Como POLICIAL MILITAR, enfrentei O MAIOR CHOQUE CULTURAL DE MINHA VIDA, ao ter de argumentar com todo tipo de pessoas - do mendigo ao magistrado, e entrar em todo tipo de ambiente - do meretrício ao monastério.
Como POLICIAL MILITAR, fui PARTEIRO, quando não dava tempo de levar as grávidas ao hospital, na madrugada;
Fui psicólogo, quando um colega discutia com a esposa, diante da incompreensão dela com a profissão do marido;
Como POLICIAL MILITAR, fui assistente social, quando tinha de confortar A MÃE DE ALGUMA VÍTIMA assassinada por não possuir algo de valor que o assaltante pudesse levar;
Fui borracheiro e mecânico, ao socorrer idosos e deficientes com pneus furados;
Fui pedreiro, ao participar de mutirões para reconstruir casas destruídas por enchentes;
Fui paramédico fracassado, AO VER UM COLEGA IR A ÓBITO A BORDO DA VIATURA;
Fui paramédico realizado, ao retirar uma espinha de peixe da garganta de uma criança;
Como POLICIAL MILITAR, fui apedrejado tanto por estudantes da mesma escola na qual estudei E FUI PROFESSOR, como por pessoas do mesmo grêmio do qual participei;
Fui obrigado a me tornar gladiador em arenas repletas de terroristas, que são os membros de torcidas organizadas, em jogos de times pelos quais nem torço;
Como POLICIAL MILITAR, sobrevivi a cinco graves acidentes com viaturas, nunca a menos de 120km/h, na ânsia de chegar rápido àquela residência onde a moça estava sendo estuprada ou na qual um idoso estava sendo espancado;
Como POLICIAL MILITAR, fui juiz da vara cível, apaziguando ânimos de maridos e mulheres exaltados, que após a raiva uniam-se novamente e voltavam-se contra a POLÍCIA;
Fui atropelado numa BLITZ, por um desses cidadãos QUE POR MEDO DA POLÍCIA, AFUNDOU O PÉ NO ACELERADOR E PASSOU POR CIMA DE VÁRIOS COLEGAS MEUS;
Como POLICIAL MILITAR, arrisquei-me a contrair vários tipos de doenças, ao banhar-me com o sangue de vítimas às quais não conhecia, mas que tinha OBRIGAÇÃO de TENTAR salvar;
Arrisquei, inclusive, contaminar toda a minha família com diversos tipos de doenças pois, ao chegar em casa, minha esposa era a primeira a me abraçar, nunca se importando com o cheiro acre de sangue alheio, nem com as manchas que tinha de lavar do uniforme;
Como POLICIAL MILITAR, fui juiz de pequenas causas, quando EM MINHA FOLGA, alguns vizinhos me procuravam para resolver SEUS problemas;
Como POLICIAL MILITAR, fui advogado, separando, na hora da prisão, os verdadeiros delinquentes dos “LARANJAS”, quando poderia tê-los posto no mesmo barco;
Fui o homem que quase perdeu a razão, ao flagrar um pai estuprando uma filha, ENQUANTO A MÃE O DEFENDIA;
Fui guardião de mortos por horas a fio, sob o sol, a chuva e a neblina, à espera do RABECÃO, que, já lotado, encontrava dificuldade para galgar uma duna mais alta, ou para penetrar numa mata mais densa;
Como POLICIAL MILITAR, fiquei revoltado, ao necessitar de um leito para minha esposa PARIR, e ao chegar NO HOSPITAL DA POLÍCIA, deparar-me com um traficante sendo operado por um médico particular;
Fui o cara que mudou TODOS os hábitos para sempre, andando em estado de alerta 25 horas/dia, sempre com um olho no peixe e outro no gato, confiando desconfiado.
Como POLICIAL MILITAR, fui xingado, agredido, discriminado, vaiado, humilhado, espancado, rejeitado, incompreendido.
Na hora do bônus, ESQUECIDO;
Na hora do ônus, CONVOCADO.
Tive de tomar, em frações de segundo, decisões que os julgadores, no conforto de seus gabinetes, tiveram meses para analisar e julgar.
E mesmo hoje, calejado, ainda me deparo com coisas que me surpreendem, pois afinal AINDA sou humano.
Não queria passar pelo que passei, mas fui VOLUNTÁRIO, ninguém me laçou e me enfiou dentro de uma farda, né? Observando-se por essa ótica, é fácil ser dito por quem está “DE FORA”, que minha opinião NÃO IMPORTA, ou que simplesmente, não existe.
AMO O QUE FAÇO E O FAÇO PORQUE AMO. Tanto que insisto em levar essa vida, e mesmo estando atualmente em outra esfera do serviço policial, sei que terei de passar por tudo de novo, a qualquer hora, em qualquer dia e em qualquer lugar.

E O FAREI, SEM RECLAMAR, NEM RECUAR.

Porque se Deus não guarda a cidade, em vão vigia a sentinela.
Por isso é que fazemos nossa parte:
VIGILANTIS SEMPER!
Que Deus abençoe a todos.


(O texto acima me foi enviado por um amigo. O autor é Tião Ferreira, que também é desenhista de quadrinhos, animador, estudante de História, ex-palhaço de circo e ex-carteiro. Como se fosse pouco, ainda mexe com web design e programação de jogos, produz mapas e personagens para jogos conhecidos como Counter-Strike, Outlive, Starcraft, entre outros. Um de seus sonhos é abrir uma produtora de jogos com temáticas nacionais e fazer longas-metragens em animação utilizando a plataforma Flash.)

sábado, 3 de outubro de 2009

A PRIMEIRA DO BRASIL


Paraense é a primeira brasileira a comandar um navio

A paraense Hildelene Lobato Bahia, 35 anos, tornou-se no dia 28/09/09 a primeira mulher do Brasil a assumir o cargo de comandante da Marinha Mercante brasileira. Nascida em Icoaraci, cidade a uma hora de Belém, Pará, ela será a comandante do navio-tanque Carangola e uma das pouquíssimas mulheres no mundo a ocupar esse posto.

O navio é um gigante de 160 metros de comprimento e pesa 18 mil toneladas. Possui uma tripulação de 26 pessoas - a maioria homens - e faz parte da frota da Transpetro, empresa de logística do sistema Petrobras e operadora da maior frota de navios petroleiros da América do Sul.

Hildelene Bahia sempre estudou em colégios públicos e, como era boa aluna, conseguiu bolsa integral para uma escola particular, se preparando bem para o exame vestibular. Assim, ingressou na Universidade Federal do Pará (UFPA) e se formou em ciências contábeis.

Em 1997 fez a prova de admissão para a Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), apenas para acompanhar o irmão. Ele não passou. Ela sim, e ingressou na primeira turma feminina do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA), em Belém. 

Em 2000, já formada, entrou na Transpetro, local onde aprendeu na prática o ofício que a fez uma das pioneiras no mundo. Em 2005 foi convidada para exercer a função de Imediato - segundo posto na hierarquia de um navio - tornando-se, assim, a primeira brasileira a ocupar esse posto. Em agosto do ano passado, Hildelene mais uma vez foi a primeira do Brasil: recebeu uma Carta de Capitão de Cabotagem. Essa carta, um certificado de eficiência, significa que seu detentor está apto a comandar navios.

Casada há cinco anos, ela passa 120 dias embarcada, alternando com meros 56 dias em terra firme. Além de conciliar trabalho com vida pessoal, Hildelene ainda vai ter que enfrentar a resistência e o preconceito de muitos que não confiam numa figura feminina em funções de comando.

Os desafios para essa paraense, exemplo de mulher brasileira, estão apenas começando. Alguém duvida que ela vai superar?


(A imagem que ilustra esse texto foi copiada do link Pelicano.)

VITÓRIA EM COPENHAGUE, FESTA EM COPACABANA



Agora é oficial: Rio de Janeiro vai sediar olimpíada de 2016

Ontem, por volta das 13h30 (horário de Brasília), a cidade do Rio de Janeiro foi escolhida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. A votação ocorreu em Copenhague, Dinamarca, e a capital carioca bateu Madri com 66 votos a 32, na última votação.
O Rio de Janeiro será a primeira cidade da América do Sul a organizar o maior evento esportivo do mundo. Tomando emprestada a famosa frase de Lula: nunca na história desse país uma cidade brasileira foi escolhida para sediar uma olimíada. Nosso presidente, por sinal, estava presente na cerimônia e até ofuscou a imagem do presidente norte-americano, Barack Obama. Esse, nem esperou o evento acabar. Saiu de mansinho e até triste, já que Chicago foi eliminada na primeira rodada de votações.
Mesmo antes da vitória brasileira ser confirmada, a imprensa estadunidense já adiantava: "Lula pips Obama in battle of presidents at vote for 2016 Olympic Games" (Lula bate Obama na Batalha dos presidentes por votos para as Olimpíadas de 2016) anunciou o site Times Online, referindo-se ao desempenho dos dois estadistas nas apresentações de seus respectivos países.
A vitória foi em Copenhague, mas a festa, em Copacabana. Uma multidão foi comemorar na praia o resultado da votação. Uma estrutura para shows foi montada. Havia até um telão, que transmitiu ao vivo a cerimônia do COI. Para estimular um maior comparecimento, os funcionários públicos foram liberados do expediente às 10h. A adesão foi total: cerca de cem mil pessoas participaram do espetáculo nas areias de Copacabana.
O custo total dos jogos olímpicos de 2016 está estimado em cerca de 25 bilhões de reais. Entretanto, parte da população está desconfiada de como esse dinheiro será usado. É que nos jogos Pan Americanos, de 2007, aconteceram vários problemas de organização. Houve superfaturamento do orçamento, e a estrutura física (alojamentos, pscinas) não foi mais utilizada após os jogos.
O momento é de euforia, sem dúvidas, mas devemos ficar de olhos bem abertos: no Brasil, dinheiro atrai corrupção; e muito dinheiro deve atrair mais ainda.

(A foto que ilustra esse texto foi copiada do link Blogs.abril)

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

TARDA, MAS NÃO FALHA

Diretor de cinema é preso na Suiça por crime cometido há 32 anos

O cineasta Roman Polanski foi condenado em 1977, nos Estados Unidos, por manter relações sexuais com uma adolescente de 13 anos. O crime aconteceu após uma sessão de fotografia, na casa do ator Jack Nicholson, em Los Angeles. Antes da sentença sair em 1978 o diretor, que tem nacionalidade francesa e polonesa, fugiu para Europa.

Só que sábado passado - 32 anos após o ocorrido - quando desenbarcou em Zurique, Suíça, para ser homenageado num festival de cinema, Roman foi detido. Os advogados dele alegam que o crime já prescreveu, mas a justiça americana entende que não. Assim, a prisão de Polanski está se tornando uma questão política. Até a secretária de estado americana, Hillary Clinton, já foi consultada. Autoridades francesas e polonesas escreveram a ela para que peça à Suíça para libertar o diretor, e encaminhe um pedido de perdão ao presidente Barack Obama.

O cineasta admitiu que teve, sim, relações sexuais com a menina de 13 anos, mas disse que ela não era mais virgem e fez tudo por conta própria. Ele também negou que tivesse fornecido drogas à garota.

Roman Polanski já dirigiu vários filmes que se tornaram verdadeiros clássicos do cinema, como "O bebê de Rosemary" e “Chinatown”. Concorreu algumas vezes ao Oscar, mas só ganhou a estatueta em 2003, na categoria de melhor direção, com o filme "O pianista".

A acusação de estupro é o segundo drama na vida pessoal de Polanski. O primeiro - e mais traumático - foi em 1969. Na época a mulher dele, a atriz Sharon Tate, foi brutalmente assassinada quando estava grávida de oito meses.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

O FIM DOS DIAS “ENFORCADOS”

Projeto de lei antecipando feriados para a segunda-feira é aprovado

Os famosos dias “enforcados” estão chegando ao fim. A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou na quarta-feira (23-09-09), em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 2756/03. O projeto, de autoria do deputado federal Milton Monti (PR-SP), estabelece que todos os feriados que caírem entre as terças e sextas-feiras serão comemorados, por antecipação, nas segundas-feiras.
Dia “enforcado” ou dia “emprensado”, são aqueles dias úteis que, por estarem entre feriados ou fins de semana, acabam se tornando feriado também.
Pela nova regra escapariam os dias: 1º de janeiro (Confraternização Universal), Carnaval e Sexta-Feira Santa (festas móveis), 7 de setembro (Independência) e 25 de dezembro (Natal). Também pelo projeto, existindo mais de um feriado durante uma semana, o segundo passará para a segunda-feira da semana seguinte. Agora, a matéria será encaminhada ao Senado Federal. Se aprovada, vai à sanção do presidente Lula, que pode, ainda, aprovar ou vetar.
Milton Monti justificou o projeto afirmando que os feriados no meio da semana causam transtornos e prejuízos à economia do país, em especial ao comércio. Acertou em cheio, só esqueceu de mencionar os prejuízos na educação pública.
Interessante seria se fossem abolidos uma dúzia de outros feriados - nacionais, estaduais e municipais - que não servem para nada. Apenas esteriotipam a nós, brasileiros, como povo preguiçoso e que arranja qualquer desculpa para não trabalhar.
Se a ideia vai dar certo ou não, só o tempo vai dizer. Restam três meses para o fim do ano e ainda teremos pela frente três feriados nacionais - sem contar os dias santos…

sábado, 26 de setembro de 2009

''SEQUESTRO''


Documentário mostrará o dia a dia dos policiais que combatem esse crime

Estreou nessa sexta (25-09-09), no Festival de Cinema do Rio de Janeiro, o documentário 'Sequestro'. Produzido pelo diretor Wolney Atalla e sua equipe, o longa-metragem tem 96 minutos de duração e promete ser um grande sucesso de público - além de causar muita polêmica como o filme Tropa de Elite. O documentário mostra a angustiante realidade dos familiares de vítimas de sequestro, e o trabalho dos policiais nas operações de resgate. Foi resultado de quatro anos de filmagens acompanhando a Divisão Anti-Sequestro, da polícia civil de São Paulo.
As cenas são reais. Os relatos e todos os personagens envolvidos, também. A história é chocante. No diálogo, entre bandidos e a família da vítima, nota-se a chantagem emocional que os primeiros fazem. Há momentos em que os criminosos prometem mutilar as vítimas e mandar as partes para os familiares, como prova de que os reféns estão vivos. Em outra parte do longa-metragem, os policiais orientam as familias dos desaparecidos nas negociações com os sequestradores, trabalhando como verdadeiros psicólogos e ajudando a manter a calma.
O momento mais emocionante do documentário é, sem dúvida, quando os investigadores invadem um cativeiro e conseguem resgatar uma menina de apenas seis anos. É quase impossível não se sensibilizar com a cena. A garota, retirada debaixo de uma cama, estava em estado de choque. O agente fala que é da polícia, que está tudo bem e a levará para casa. A menininha, abraça o policial e começa a chorar.
Numa entrevista na TV, Wolney disse que o período em que esteve filmando junto com os policiais paulistas foi muito angustiante. Tanto é que, concluído o trabalho, alguns membros da equipe do diretor se mudaram de São Paulo. Eles ficaram muito impressionados com a atmosfera de violência e sentiram-se abalados psicologicamente com tudo aquilo. A equipe de filmagens conviveu com esse clima de medo, tensão, violência e pavor, apenas durante quatro anos (de 2006 até 2009), e já ficou traumatizada. Imagine como deve ser a vida dos policiais que convivem 24 horas por dia com essa rotina de pânico.
O que motiva, então, um policial largar o conforto de casa e colocar em risco a sua segurança e da família para ajudar pessoas que nem conhece? Mesmo sabendo que vai ganhar pouco; que nem sempre terá seu trabalho reconhecido; e ainda sofrerá críticas de pseudo defensores dos direitos humanos?
A função do policial é servir e proteger a sociedade, mesmo com o sacrifício da própria vida. Essa, parece ser uma atitude meio ultrapassada na sociedade hipócrita em que vivemos. Mas ainda desempenhada com determinação e coragem por heróis que se abnegam da vida pessoal para ajudar ao próximo.
Parece loucura, mas a maior recompensa para quem liberta uma vítima de sequestro, é voltar para junto de sua família com a satisfação do dever cumprido, e saber que fez a diferença na vida daquela pessoa. Não há palavras capazes de descrever isso. Só quem é policial sabe…

(As imagens que ilustram esse texto foram copiadas do link Visual Net.)

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

A ORIGEM DO RISQUINHO NO NUMERO 7


Até os dias de hoje, muita gente quando escreve o número 7 costuma colocar um pequeno tracinho horizontal cortando esse algarismo. Oficialmente, este pequeno traço não existe. Podemos constatar isso digitando a tecla 7 do teclado do computador, da calculadora ou de qualquer outro aparelho que possua teclado.
Então, qual a origem desse costume tão peculiar?
Para responder a esse mistério, temos que voltar muitos séculos atrás. Aos tempos bíblicos. Mais precisamente aos tempos do profeta Moisés. O livro do Êxodo conta que Móisés estava no Monte Sinai e Deus lhe ditou os 10 mandamentos.
Ao descer do monte, o profeta foi anunciando em voz alta, um por um, os mandamentos à multidão. Quando chegou no mandamento sete, Moisés disse: 'Não desejarás a mulher do próximo!' Houve um breve silêncio... E a multidão rompeu, gritando em coro:
-Risca o sete, risca o sete!!!
Pode não ser a explicação verdadeira para o "risquinho", mas é a mais engraçada...

(Esse texto é uma adaptação de outro que me foi enviado por e-mail. Se você é o autor do texto original, entre em contato comigo para receber os créditos. A ilustração presente no texto foi copiada do link Images google.)

sábado, 19 de setembro de 2009

COITADO DO MARADONA…


Técnico da Argentina tem brincos apreendidos para pagamento de dívida

Dizem que uma desgraça nunca vem sozinha. Diego Armando Maradona que o diga. O técnico da seleção argentina de futebol masculino não está passando por uma fase boa. Nas eliminatórias para a copa de 2010 na África do Sul, o time dos hermanos está amargando um vergonhoso quinto lugar na tabela - e pode cair mais. Com isso, se quiser participar do próximo mundial, a Argentina terá de vencer um time da Oceania na repescagem.
Para piorar a situação do técnico, ele teve apreendidos hoje, dois brincos para pagamento de dívidas. Os objetos, feitos de diamantes, estavam avaliados em 4 mil euros, algo em torno de R$ 10,6 mil.
A apreensão foi realizada pela polícia fiscal italiana e agentes da Receita Federal do país. De acordo com a Equitalia (agência de arrecadação de impostos da Itália), a medida foi tomada como parte do processo de recuperação do dinheiro que Maradona deve ao fisco italiano. Segundo uma sentença do Supremo Tribunal Italiano, de fevereiro de 2005, o argentino deve aos cofres públicos italianos mais de 35 milhões de euros (R$ 92,9 milhões).
Esse dinheiro, segundo a imprensa local, é devido à falta de pagamento de imposto de renda durante a segunda metade da década de 80, época em que Dieguito jogava no Napoli. A quantia aumenta três mil euros (R$ 8 mil) por dia só de juros. O ex-jogador - que está na Itália fazendo tratamento em uma clínica de emagrecimento - já teve confiscados objetos de valor em outras ocasiões: em 2005, parte dos 78,5 mil euros (R$ 208,5 mil) que recebeu por participar de um programa do canal de televisão RAI foram tomados; em 2006, um relógio Rolex avaliado em 11 mil euros (R$ 29,2 mil).
A Equitalia já anunciou que vai cobrar Maradona sempre que ele for ao país. Sendo assim, só restam três saídas para ele: pagar a dívida; não visitar mais a Itália; ou, quando visitar, não dá uma de bossal aparecendo em público com objetos valiosos.

(A foto que ilustra esse texto foi copiada do link MSN Esportes.)