sábado, 1 de novembro de 2014

O FAXINEIRO DA MICROSOFT

Dedicado a Sara, do cursinho. 

Um homem que estava desempregado já há algum tempo entra num concurso da Microsoft para ser faxineiro. O Gerente de Recursos Humanos o entrevista, faz um teste (que consistia em varrer o chão) e lhe diz: 

- O serviço é seu. Preciso que me dê seu e-mail e eu lhe enviarei um formulário para o senhor preencher com seus dados pessoais,  bem como informações como a data, a hora e o local em que deverá se apresentar para o serviço.

O homem, meio envergonhado, responde: 

- Não tenho computador, e muito menos, e-mail. 

O Gerente de RH diz:

- Lamento, mas se o senhor não tiver e-mail, quer dizer que virtualmente não existe. E, como não existe, não pode ter o trabalho. 

O homem sai dali desesperado, sem saber o que fazer. Tem somente US$ 10 (dez dólares) no bolso. Então decide ir ao supermercado e compra uma caixa de 10 quilos de tomates. 

Depois sai batendo de porta em porta, vendendo os tomates a quilo, e, em menos de duas horas, tinha conseguido duplicar o capital. Repete a operação mais três vezes e volta para casa com US$ 60 (sessenta dólares). 

Pensativo e empreendedor, o homem verifica que pode sobreviver dessa maneira.  Sai, então, de casa cada dia mais cedo e volta um pouco mais tarde, e assim triplica ou quadruplica o dinheiro a cada dia. O tempo passa e ele compra uma Kombi. Depois troca por um caminhão e pouco tempo depois chega a ter uma pequena frota de veículos para distribuição. 

Passados cerca de cinco anos, o homem é dono de uma das maiores distribuidoras de alimentos dos Estados Unidos. Está milionário!!! Pensando no futuro da sua família, decide fazer um seguro de vida. Chama um corretor, acerta um plano e quando a conversa acaba, o corretor lhe pede o e-mail para enviar a proposta. O homem disse que não tem e-mail. Curioso, o corretor lhe diz: 

- Você não tem e-mail e chegou a construir este império, imagine o que o senhor seria se tivesse e-mail! 

O homem pensa alguns segundos e responde enfaticamente: 

- Seria faxineiro da Microsoft! 


Moral: 
1: A Internet ajuda bastante, mas não soluciona sua vida! 

2: Se você quer ser faxineiro da Microsoft, procure ter um e-mail. 

3: Se você não tem e-mail, mas trabalha muito, pode ser milionário. 

4: Se você recebeu isto por e-mail - ou por alguma rede social - está mais perto de ser faxineiro do que de ser milionário.

5: Não julgue alguém só porque essa pessoa não possui e-mail - ou rede social!!!

Autor desconhecido, com adaptações.


(A imagem acima foi copiada do link Google Images.)

Um comentário:

Alvaniza Macedo disse...

Com as redes sociais o uso do e-mail ficou restrito apenas ao campo profissional. Redes sociais são uma excelente ferramenta para àqueles que sabem obter o melhor da mesma e não a usam apenas para futilidades. No Facebook, existem grupos de todos os tipos e para todos os gostos. Os que mais gosto? DPU, MPU, INSS, Livros de Direito, Feitosa Livros e Concursos, Onde comer e beber bem em Natal, e vários outros. Cabe ao usuário definir que troca de informação lhe acrescenta mais. Não podemos esquecer que o mal uso dessas redes tem seu lado nefasto.